Fragmento, ontologia e “robinsonadas”

Um ensaio sobre a relação entre o fragmento, a ontologia e a política.

Pretendemos, com estas páginas, avançar umas sugestões para pensar a questão do fragmento no âmbito da ontologia e na relação desta última com a política e com a economia política. 
Artigo →

A Autonomia do Fragmento no Desenho

O presente ensaio propõe-se pensar o fragmento no contexto do desenho, procurando inscrever a questão no âmbito do debate imagético. Apoiado numa análise de obras selecionadas, argumenta-se que, a partir do final do séc. XIX, o fragmento passa a ser utilizado de forma ativa e autossuficiente. 
Artigo →

O Precário Absoluto

A reflexão romântica sobre o fragmento transformou as noções de obra e de autor, pensando pela primeira vez a leitura como questão. A ideia de fragmento como devir mantém-se presente na teoria contemporânea e afecta inúmeras práticas artísticas modernas. 
Artigo →