Ecocídio

Verão de 2005 nas margens do Alva: como em tantos outros anos e nas margens de outros rios, ou nas encostas e sopés das serras, somos testemunhas impotentes de tragédias ecológicas que podem ser evitadas mas cujo controlo nos escapa. Em fuga para a sombra tentamos superar a desgraça que desgasta a alma e o ânimo.

 

Estudou Artes e Técnicas do Fogo. Formada em Cinema na ESTC e em Peritos em Arte na ESAD da Fundação Ricardo Espírito Santo e Silva. PhD em Ciências da Comunicação (Cinema e Televisão) na NOVA/FCSH. Pós-doc no AELab do IFILNova. Participa em conferências e publicações científicas nacionais e internacionais. Fundadora da plataforma e jornal ecocrítico animaliavegetaliamineralia.org. Autora de Eu Animal: Argumentos para um Novo Paradigma: Cinema e Ecologia (2015); Animação Portuguesa (2004); Cineastas Portuguesas (2001); Curtas Metragens Portuguesas (1999). Artista pluridisciplinar, o seu trabalho mais recente tem enfoque no domínio ecocrítico, ambiental e animal. Realiza filmes, instalações, ilustração, fotografia, banda desenhada, joalharia, escultura. Programadora de cinema e vídeo. Co-autora da ópera Descartes Nunca Viu um Macaco (2017).