Author: Alexandra do Carmo

Frequenta o doutoramento em Estudos Artísticos na NOVA/FCSH. Estudou no Whitney Museum Independent Study Program (Nova Iorque), no Pratt Institute, e no Ar.Co (Lisboa.) Projectos: Studio Socialis (2014, Galeria Carlos Carvalho), Tudo foi Captado (Mesmo os Movimentos do Cabrito) (2011, Galeria Quadrum, Lisboa), Office/Commercial (2008, GCC); A Willow (Or without Godot) (2006, Irish Museum of Modern Art).
A sua pratica artística centra-se no ateliêr como campo conceptual de estudo; um filtro atravez do qual e com o qual investiga a interdependência entre o/a artista e o espaço público. A sua area teórica de investigação é o conceito de Autonomia Artística de Uso Público, nas práticas artísticas activistas.