Author: Filipe Pinto

Filipe Pinto (Pintura/FBAUL, Filosofia/FCSH-UNL). Criou projectos para as Bienais Experimentadesign, galeria a9))), Galeria MUTE, e para as revistas Wrongwrong, Imprópria, Intervalo e ESC:ALA. Publicou ensaios, críticas e recensões nas revistas Ara, Revista de Comunicação e Linguagem, Artecapital, Imprópria, Intervalo, Cinema e em edições de autor. Vive e trabalha em Lisboa. (www.filipepinto.weebly.com, www.inappropriatepoetry.wordpress.com).

Sinédoque

Quando vemos um bocado vemos, simultaneamente, a peça inteira; só assim podemos reconhecer que falta ao bocado um bocado, ou seja, que no lugar do resto que o completaria está o ar; que o ar não circunda a coisa pelo lugar devido – que é à volta dela –, como se a forrasse, como se forrasse o seu contorno, mas percorre agora a área que outrora a coisa completa ocupava. 
Artigo →