O Obsoleto
(Julho a Dezembro de 2011)

A Luta contra o Obsoleto entre Moda e Tecnologia

A moda nasce como fenómeno com o significado central da celebração do novo, contrariamente a algumas definições que fazem do vestuário um construtor de identidade, fazendo confusão entre moda e traje, ou ainda entre moda e subculturas juvenis.

Segundo Ted Polhemus1, através da contaminação e da imitação na moda, acontece o extraordinário evento em que o indivíduo, de repente, deseja a mudança, sente que através dela o seu próprio corpo poderia viver melhor porque o novo iria representar o que há de melhor. 
Artigo → “A Luta contra o Obsoleto entre Moda e Tecnologia”

Cenário, Imaginário e Obsolescência: A Cidade Moderna e a Cidade Pós-Moderna através de «Loving the Alien» (David Bowie, 1985)

Realizado por David Mallet em 1985, o videoclip da faixa de David Bowie «Loving the Alien» (do álbum Tonight) tem como cenário dois casos distintos de cidade. A Cidade aqui abordada (ou melhor, a sua imagem) consiste numa cidade inventada e imaginária, do foro do onírico e do metafísico versus uma cidade pós-industrial destruída e arruinada. 
Artigo → “Cenário, Imaginário e Obsolescência: A Cidade Moderna e a Cidade Pós-Moderna através de «Loving the Alien» (David Bowie, 1985)”

O Mundo Interior e Exterior das Metamorfoses Flutuantes

1.1

Numa compilação de múltiplas efectivações e figurações do corpo ao longo da cultura contemporânea surge um conjunto de considerações transdisciplinares que o assumem como um objecto sobejamente preponderante mas que, paralelamente, questionam a crescente assumpção da sua possível obsolescência. 
Artigo → “O Mundo Interior e Exterior das Metamorfoses Flutuantes”

Obsolescência e Inoperatividade: A Arte como Contrafluxo da Mediação

 

When they become obsolete, forms of communication become an index of an understanding of the world lost to us.

Stan Douglas1

 

Tal como vem sendo considerada no campo da arte, a obsolescência é em geral associada a uma arqueologia do que se encontra já fora-de-moda, a uma tentativa de olhar para os media através da sua história, em busca de uma operatividade que possa escapar à mediação intensiva de uma actualidade desses mesmos media
Artigo → “Obsolescência e Inoperatividade: A Arte como Contrafluxo da Mediação”