Tag: Entrevista

Entre a Escrita e a Imagem: Entrevista a Sybille Krämer

Sybille Krämer é professora agregada desde 1989 no Instituto de Filosofia da Freien Universität Berlin e tem sido professora e investigadora visitante em universidades e institutos de vários paises. Foi membro do Wissenschaftsrates (2003-2006), membro permanente do Colégio de Ciências de Berlim (2006-2008) e é, desde 2007, membro do Painel Científico do European Research Council. 
Artigo →

Catherine Grant, a Guardiã da Cinefilia Digital

Catherine Grant estudou Línguas Modernas e Literaturas (francesa e espanhola) na Universidade de Leeds (1982-1986) e fez um doutoramento nessa mesma faculdade sobre autoria e feminismo na ficção mexicana (1987-1991). Em 1991, foi professora na Universidade de Strathclyde em Glasgow e em 1998 fez um pós-doutoramento em Film Studies na Universidade de Kent. 
Artigo →

Rádio, Arte e Política: Uma Conversa com Mauro Sá Rego Costa

Mauro Sá Rego Costa, de quem publicámos neste número da Interact o artigo «O Rádio como Corpo sem Órgãos», é professor associado da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Doutorado em Educação (UFRJ, 1994) e mestre em comunicação (UFRJ, 1983). 
Artigo →

A Etnoficção como Género Cinematográfico: Conversa com Manuel Mozos, Catarina Alves Costa, Vasco Pimentel e Ricardo Costa

Quando decidi participar na coordenação deste numero da revista online Interact, estava muito curiosa em relação às entrevistas, pois o tema da minha investigação, o vestuário nos filmes de etnoficção, é muito pouco valorizado, se não totalmente desconhecido, pelo menos em Portugal. 
Artigo →

Entrevista a Pascal Chabot

Catarina Patrício: Porquê o título Simondon du désert?
[Título do filme de François Lagarde, conduzido por Pascal Chabot, dedicado à obra de Gilbert Simondon. Trailer em http://www.youtube.com/watch?v=DB1pe_PFyq8]

 

CP: Segundo André Leroi-Gourhan, muito influente sobre o trabalho de Simondon, para os primeiros hominídeos «a mão libertada pela posição erecta chamou a si ferramentas». 
Artigo →

Entrevista a Leonel Moura

Margarida Medeiros: Os seus projectos têm uma componente grande de automação. Interessa-lhe a questão da autonomia da obra, aquilo que ela pode gerar por si mesma?

 

MM: O seu interesse é mais pelo processo de construção, ou pela criação do um objecto ele mesmo capaz de entrar criativamente noutro processo? 
Artigo →